Loading...

terça-feira, 12 de julho de 2011

So You Think You Can Dance




Com o nascimento do mais novo membro da família, tivemos de alterar alguns dos nossos hábitos. De dois adultos sem horários nem regras, passamos a 3, sendo que um deles, o “júnior”, se está nas tintas para aquilo que nós queremos.

Agora, e durante mais algum tempo, manda ele, e em tudo (nós incluídos).

Nesta nova fase de estadia obrigatória em casa, que já vem desde os últimos tempos da gravidez, começámos a fazer zapping na TV por cabo, e acabamos por descobrir algumas séries e programas em que fomos ficando “viciados”. Foi o caso de um concurso de dança, que desde o ano passado, também tem uma versão nacional.

A excelência de qualidade dos participantes é tal, que mesmo obrigados a sair da sua zona de conforto e a passar por diferentes estilos, a qualidade mantém-se inalterável. O grau de exigência vai aumentando à medida que vão saindo concorrentes e se aproxima da meta final. É fantástico assistir à evolução daqueles miúdos a cada semana que passa.

Já vai na 8ª série, e a última teve participantes verdadeiramente fabulosos. Todos eles.

Alguns dos concorrentes têm anos de estudos em escolas de artes, e outros, em que a sua formação é unicamente adquirida nas ruas. Em comum têm a vontade de manter o lugar para onde foram seleccionados, depois do crivo das diversas fases de selecção por onde tiveram de passar, e de terem sido eliminados vários milhares de candidatos.

O esforço durante a semana para aprenderem novos estilos é verdadeiramente impressionante. O resultado final, no espectáculo ao vivo em que semanalmente participam, é absolutamente impressionante, pela sua beleza estética.

Nesta série vemos jovens a lutar pelo seu sonho. Durante as semanas do programa vemos lágrimas e frustrações, risos e brincadeiras, e quando por fim alguns vão sendo eliminados, saem com grande dignidade.

Confesso que nos últimos tempos, provavelmente por culpa da Moody’s não tenho os Americanos em grande consideração, no entanto, esta é uma série fantástica e imperdível. Desde a selecção do top 20, até à escolha do bailarino preferido dos americanos, a competição é muito renhida e o grau de exigência é muito elevada.

Acabou a 7ª série na passada 6ª feira. A próxima começa dentro de alguns meses. A não perder!


Sem comentários:

Enviar um comentário