Loading...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Recordar a minha adolescência...


Já me tinha esquecido disto! Hoje, em cumprimentos de uma promessa de ontem (depois de um jantar com o verde a correr desenfreadamente), enviei isto para um primo muito, muito mais novo… muito, muito… enfim ele é casado com a filha de um primo direito e vai a caminho do 2º filho (se é que hoje não é já bi-pai). Nestas circunstâncias, não é um "muito" moderado, nem sequer estilo linguístico. É muito mais novo e ponto final. 


Avancemos na coisa. 


Como dizia, hoje ao enviar, revi, ou melhor (re)ouvi e fiquei novamente extasiado. 


Fantástico, fabuloso, fora de série... uma verdadeira trip. É por isso que não consigo, por mais que tente, compreender as pessoas que têm necessidade de recorrer a drogas… meninos e meninas, senhores e senhoras existe a música... caramba será que esta gente nasceu sem orelhas? Todos eles?! 


Depois de ouvir uma coisa destas eu fico disponível para mais umas quantas horas a aturar o meu sócio (tinha de dizer mal de alguém, e como não tenho patrão...). Será que ele se importa?! Por via das dúvidas vou-lhe enviar um email com este link e a coisa fica perdoada. Vou poder dizer mal dele mais umas quantas vezes… e ainda fico com crédito…

Sem comentários:

Enviar um comentário