quarta-feira, 15 de junho de 2011

Não sou de intrigas...

Optei por escrever sobre política. Pelo menos nestes dias em que tudo no nosso dia-a-dia se resume a isso.

Não sou político nem quero. Mas confesso que gostava de poder mandar umas bocas no Parlamento. Infelizmente isso não é possível porque por estes tempos conturbados se perdeu o idealismo. Os políticos são profissionais e o seu primeiro objectivo, se não único, é ganhar a batalha das eleições e com isso garantir o direito a ocupar uma das 230 cadeiras disponíveis.

É um trabalho de Hércules. De 4 em 4 anos têm de correr atrás do “osso” e o prémio é a garantia de emprego por mais 1460 dias.

Em boa verdade mais de metade não está lá a fazer népias e outros deveriam ser deportados para as Berlengas, mas isso é uma outra história.

Não não me convidaram para um dos muitos tachos disponíveis, pelo que passo à oposição.
Oposição ao poder e à oposição. Vou ser eu mesmo. Pensar pela minha cabeça... e mandar umas bocas. Muitas bocas… montes delas!

E nas próximas eleições, se por milagre for um dos eleitos, passo também a mandar bocas sobre mim mesmo! Boa?!

2 comentários:

  1. Então, neste dia podias escrever sobre mim! ;)

    ResponderEliminar
  2. Nunca se sabe. Talvez em Fevereiro próximo quando todos nós estivermos a "babar" de orgulho...

    ResponderEliminar